É hj e eu vou!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Simply Red no Chevrollet Hall!!!!!!!!! Inacreditável, mas como disse noutro post, parece que a breguice e o mal gosto do Forró/Axé/Pagode encontraram um oponente à altura: A presença maciça de público em shows de qualidade como o dehj, antes encarados pelos empresários locais como prováveis fracassos de bilheteria.

Bom, melhor aproveitar a onda favorável e curtir a fase enquanto ela tá rolando né??? Eu pelo menos estarei lá!!!!!!

Ótimo Domingo de Páscoa!!!!!!!

Não deixe de aproveitar esse dia ao lado da família. De valorizar as pessoas que te amam e sobretudo de entender o verdadeiro sentido da data, afinal, hoje celebramos a vida, a ressureição, a glória de sabermos que temos um Deus soberano, misericordioso, que ofereceu a vida de seu filho em sacrifício para nos redimir; mas que para sua glória, o fez ressuscitar num dia como o de hoje.

Morrisey

Essa é uma das músicas que mais curto do Morrisey; depois do mergulho nos anos 80 , uma breve visitada nos 90 pra ouvir um dos grandes ícones do Pop mundial!!!!!

The more you ignore me
the closer i get
you’re wasting your time
the more you ignore me the closer i get
you’re wasting your time
I will be
in the bar
with my head
on the bar
I am now
a central part
of your mind’s landscape
whether you care
or do not
yeah, I’ve made up your mind
the more you ignore me
the closer i get
you’re wasting your time
Beware!
I bear more grudges
than lonely high court judges
when you sleep
I will creep
into your thoughts
like a bad debt
than you can’t pay
take the easy way
and give in
yeah, and let me in
It’s war

Quanto mais você me ignora, mais perto eu chego
Você está perdendo tempo
Quanto mais você me ignora, mais perto eu chego
Você está perdendo tempo

Estarei no bar
Com minha cabeça no balcão
Sou agora a parte principal da paisagem de sua cabeça
Gostando você ou não
Sim, eu fiz sua cabeça

Quanto mais você me ignora, mais perto eu chego
Você está perdendo tempo

Cuidado!
Quando você dormir
Eu rastejarei em seus pensamentos
Como uma conta que você não pode pagar
Tome o caminho mais fácil e desista
E me deixe entrar
Oh, me deixa entrar
Oh, me deixa…
Oh, me deixa entrar

É guerra
É guerra
É guerra
Oh, me deixe entrar
Ah, eu chego perto
Ah, você está pedindo por isso…

Saudades dos Anos 80 II

Fim de semana de trabalho e pura nostalgia…

Por essas e outras me tornei radialista, uma “secura” tremenda de empurrar música ouvido a dentro de quem quer que seja…
Mas confesso que neste fim de semana em especial, tô saudosista demais, viajando demais, sentindo saudades de lugares, pesssoas, cenários, sensações e sentimentos que se foram com os anos. Saudade grande, enorme.

Saudades dos anos 80

Saudade imensa dos anos 80, na verdade saudades das músicas que me acostumei a ouvir durante os 90, hits das grandes bandas brasileiras que estouraram em meados de 87.
Lamentável constatar que as gerações atuais estejam sendo bombardeadas um sem número de coisas pré-fabricadas, de lixo industrial cuidadosamente construído pra atingir o objetivo precípuo de gerar lucro, vender shows.

Não quero sugerir que pra ser boa, a música deve necessariamente ser engajada, romântica, mas que deve sim surgir espontâneamente, deve agregar valores ainda que que medíocres, despretensiosos, mas sobretudo sinceros; tem que vir do coração e ser autêntica…

Saudades das ombreiras do RPM, do jeito “clash” de ser da Plebe Rude, do Style do Gulherme Isnard do Zero, e da plástica B’52 do Gang 90 e as absurdets…Bendito You tube pra nos fazer viajar, e engolir em seco a saudade de um tempo tão legal, tão inocente, tão verdadeiro.