TANGHETTO

Madrugada de sábado, acabei de chegar do show do Tanghetto no teatro da UFPE; os Argentinos da banda dão uma roupagem eletrônica ao tango, com muitos samplers, projeções bem legais, e além do repertório autoral fazem alguns covers, hj por exemplo rolou sting e blue monday do New Order, enfim, algo digno de ser visto e ouvido.

Mas… O motivo deste post foi registrar minha consternação frente à duas situações, a primeira diz respeito ao público presente, metade do teatro tava vazio… Algo que me deixa profundamente entristecido, meio que desesperado , e que fez sair do teatro com ar de perdedor, com a sensação de que nunca mais verei o grupo por aqui, já que certamente alguém levou prejuízo, eles ou quem os trouxe…Falta de mídia? Falha da produção? Assesoria? Acho que tudo junto.

Prova dessa falta de comunicação, foi a nota que o blog Social segunda passada , dizendo que o show seria do BAJOFONDO, que faz um som parecido ao do TANGHETO, salientando inclusive que uma das músicas era sucesso de uma novela Global, algo como um salvo-conduto, uma menção honrosa que atestasse o talento do grupo; ao passo que o mesmo blog ao perceber o erro, não se deu sequer ao trabalho de corrigir o equívoco, limitando-se a postar no dia do show a notícia corrigida, como se nada tivesse acontecido.

Entretanto, abro agora minha caixa de emails e me deparo com um panfleyo virtual dando conta de que o show de uma “banda” de forró que gravará um DVD fantástico, óbvio com letras bem legais e ritmos nunca antes ouvidos por aqui, simplesmente já esgotou todos os ingressos colocados à venda, e olha que o show será Junho ou Julho… E aí pergunto, tem alguma coisa errada acontecendo? Ou é assim mermo que a banda toca?

Sou profissional de comunicação e não deveria estar discutindo o tema, sei como a coisa funciona mas minha indignação vem da constatação de que cada vez mais estamos sendo bombardeados pela mesma contra-cultura, e pela indútria da mediocridade aqui instalada que prospera e se profissionaliza à passos largos; fazendo com que espaços criados para grandes ou pequenos espetáculos de qualidade, se rendam ao lixo cearense, pernambucano e Bahiano, em nome do lucro e da renda fácil.

Ver um lugar legal, charmoso e com estilo londrino, por isso batizado de THE PUB ; botar no palco um sujeito chamado Geraldinho Lins; ou uma casa super bacana chamada AUDREY(sim, alusão à HEPBURN) abrir espaço pra um grupo de pagode na noite da sexta, e só pra fechar, o restaurante FRIDA, um dos lugares mais interessantes e bem decorados no estilo mexicano que há nessa cidade, fazer festas com patusco,e d`breck, sinceramente me deixam convicto de que essa cidade não é séria, e de que definitivamente não há espaços pra tudo(ecletismo), mas de que espaços dispostos à tudo, inclusive a tornarem-se desde a concepção, mais do mesmo.

É hj e eu vou!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Simply Red no Chevrollet Hall!!!!!!!!! Inacreditável, mas como disse noutro post, parece que a breguice e o mal gosto do Forró/Axé/Pagode encontraram um oponente à altura: A presença maciça de público em shows de qualidade como o dehj, antes encarados pelos empresários locais como prováveis fracassos de bilheteria.

Bom, melhor aproveitar a onda favorável e curtir a fase enquanto ela tá rolando né??? Eu pelo menos estarei lá!!!!!!

Efeito Iron Maiden

Parece que o lucrativo megashow do Iron Maiden em Recife ano passado, e o recente sucesso do do A-ha com ingressos esgotados e pânico na entrada do Chevrollet Hall, fez a direção da casa acordar pra vida, e perceber que nem só de brega vive essa cidade suja e mal educada.
Prova disso, o show do Simply Red semana que vem, e segundo o Blog Social, The Cramberries quase acertado. E pensar que anos atrás os Pet Shop Boys foram cancelados pela produção da casa, que não acreditava no retorno show.
Queira Deus que a era das trevas, leia-se o império do Axé/Forró/Pagode, tenham chegado ao fim, ao menos encontrado um Rival qualificado pra disputar a audiência…

A despedida!!!!!

Trânsito caótico!!!!! Estacionamento fechado mais cedo que o habitual, tumulto na entrada, ingressos esgotados!!!!!!!! A noite de ontem começou assim nos momentos que antecederam o show dos noruegueses do A-ha , e confesso, ainda não tinha visto o Chevrollet Hall daquele jeito. Mas, o que importa mesmo é que todo o caos foi recompensado por um show memorável, inesquecível!!!!!!

Apesar da crise de garganta, e do internamento no Hospital Esperança aqui na Ilha do Leite durante a tarde, o vocalista Morten Harket emocionou a galera, e fez todo mundo viajar e cantar com grandes hits da década de 80. Com um palco impecável, um super telão de leds por trás dos músicos projetando imagens e clipes antigos da banda, aliados a uma qualidade de som impressionante; o cara desceu do palco, abraçou a mundiça, pediu desculpas pela garganta falha, se enrolou na bandeira do Brasil, e ainda voltou pro Bis pos duas vezes!!!!!!!! Encerrando a noite com TAKE ON ME!!!!!!!

Apesar da garganta, no finalzinho Morten ensaiou aqueles agudos indescrítiveis que lhe são peculiares, mas infelizmente trocou SUMMER MOVED ON, prevista no set list, por uma versão acústica de MINOR EARTH(mais levinha e adequada pra voz rouca); o que de forma alguma comprometeu a apresentação fantástica dos caras claro! Que diga-se de passagem, mesmo sendo astros de primeira linha internacionais, deram um show de simpatia, respeito ao público, e humildade, oferecendo um espetáculo sensacional, pra mim inesquecível, sem alguma um dos melhores shows internacionais que já assisti; pena que foi o da despedida…Era pra ser histórico e foi fantástico, indescritível.

Goodbye.

Véspera do Show do A-ha, um misto de ansiedade e desgosto… Não poderei ir, o trabalho se impôs à vida; lamentável.

Fica a vontade, e claro, o desejo de que um dia a banda se reúna de novo e venha ao Brasil(Leia-se Recife).

Querendo nada né???? Rsrsrs.

Que venha o Simply Red em Abril!!!!!!